Somos um movimento coletivo, de atuais e futuros residentes no concelho de Idanha-a-Nova que – contra o movimento atual de migração – trocou a cidade pela aldeia, o litoral pelo interior.

Originários de vários cantos do mundo, une-nos a busca de um ideal e o amor a esta terra onde o encontramos: um lugar onde é possível sentir que a natureza prevalece, onde o ar e água são límpidos, as pessoas acolhedoras e o tempo tranquilo.

Agora sentimos que esta terra, única no seu equilíbrio entre o humano e o natural, está em perigo.

A anunciada construção do IC31, em nome de um modelo ultrapassado de progresso, pretende rasgar o concelho de Idanha-a-Nova, um dos poucos, em Portugal, que ainda não é fragmentado por grandes vias rodoviárias e que, também por essa razão, é único na sua riqueza natural, cultural e patrimonial.

Numa altura tão importante na história da humanidade, onde cada vez mais se fala de mudança de paradigma, devemos alterar comportamentos e não repetir modelos obsoletos.

Cabe a todos nós proteger este extenso território, vibrante de vida e história.

Petição

Petição pela Protecção do Concelho de Idanha-a-Nova, ameaçado por via rápida (IC31)

Assine!